• Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social

Clínica Ortobone / Hospital PUC-Campinas / Clínica Naleví

As informações desse site tem objetivo puramente informativo e não isenta a necessidade de consulta a profissional capacitado e habilitado.

Lesões do manguito rotador

Lesões do manguito rotador

O manguito do Rotator é o grupo de tendões (supraespinal, infraespinal, subescapular e redondo menor) da articulação do ombro que oferece suporte e possibilita maior amplitude de movimento. A ruptura desses tendões é chamada de lesão do manguito rotador. É uma das causas mais comuns de dor no ombro em adultos de meia idade e indivíduos mais velhos. Pode ocorrer pelo próprio processo degenerativo (envelhecimento) do tendão, ao praticar esportes ou por traumas – diretos ou indiretos. A lesão do manguito rotador pode causar: 


– dor severa,

– fraqueza do braço

– sensação de crepitação no ombro em determinadas posições.
– pode haver rigidez, inchaço e perda de movimentos

– dor e desconforto para dormir

– dor ao pentear/ lavar o cabelo

– dor ao abotoar/ desabotoar o sutiã ou lavar as costas
 

Diagnóstico/ Reparo
 

A ruptura do manguito rotador é melhor visualizada na ressonância magnética. O alívio sintomático pode ser obtido com tratamentos conservadores – descanso, tipóia, medicação para dor, infiltrações e certos exercícios. No entanto, a cirurgia é necessária para suturar o tendão de volta ao osso do ombro. O reparo do manguito rotador pode ser realizado por cirurgia aberta ou procedimento artroscópico.

A cirurgia para reparar o manguito rotador tem sido tradicionalmente realizada através de uma incisão do ombro, com cerca de 6-10 cm de comprimento. Novas e avançadas técnicas cirúrgicas foram desenvolvidas para minimizar a dor e o tempo de recuperação. O reparo artroscópico do manguito rotador é uma cirurgia minimamente invasiva realizada por pequenas incisões, cerca de 1 cm cada, com artroscópio. Na artroscopia os tendões do manguito rotador, serão reparados utilizando âncoras de sutura. Estas suturas  ajudam a unir os tendões ao osso do ombro. Após a cirurgia, um programa de reabilitação ajuda a recuperar os movimentos.

O artroscópio é um pequeno instrumento de visualização de fibra óptica composto por uma pequena lente, fonte de luz e câmera de vídeo. Os instrumentos cirúrgicos utilizados na cirurgia artroscópica são muito pequenos (apenas 3 ou 4 mm de diâmetro), mas parecem muito maiores quando vistos através de um artroscópio.

A câmera anexada ao artroscópio exibe a imagem da articulação em uma tela de televisão, permitindo que o cirurgião veja todo o ombro –  cartilagem, ligamentos e o manguito rotador. O cirurgião pode determinar o tipo de lesão e, em seguida, reparar ou corrigir o problema.

Os benefícios da artroscopia em comparação com a alternativa, cirurgia de ombro aberto, incluem:

 

  • Incisões menores

  • Trauma mínimo de tecidos

  • Menor dor

  • Tempo de cura mais rápido

  • Taxa de infecção mais baixa

  • Cicatrizes menores

Faça o agendamento da consulta.